Os sabores do Peru III

Na cidade de Puno considerada como a capital folclórica do Peru também reservou muitos sabores, uma das grandes atrações são as ilhas flutuantes que ficam sobre o lago Titicaca, o lago mais alto do mundo com cerca de 3.800m de altitude, tais ilhas são edificadas sobre camadas de junco totora sobre torrões de raízes como a isla de Uros e a isla del Sol. Uma maravilha, nas ilhas ainda prevalece os a vestimenta e costumes tradicionais. É possível também comprar artesanatos variados e andar nos barcos de junco. 
Lago Titicaca & Isla de Uros.
Os sabores de puno foram inéditos e variados bem na primeira noite em Puno fomos a um restaurante na calle Jirón Lima, essa rua é uma espécie de "Ramblas de Barcelona", muito movimentada, onde estão localizados os melhores restaurantes, cafés e outros tipos de comércio tem sempre uma circulação grande de pessoas indo e vindo, nesta rua o guia indicava o restaurante "La Casona", o qual tem um ambiente mais refinado, com telas da escola de Cusco e várias antigüidades, uma espécie de museu-restaurante. No Peru é comum os restaurantes terem de entrada espigas de milho fritas, que são bem saborosas, mas não é do milho que conhecemos aqui no Brasil, são espigas maiores de um milho que é comum da região dos Andes, as que comi na "La Casona" estavam saborosas, como prato principal aproveitei para degustar dois tipos de carne que são especiais daquela região: a carne de Alpaca e o Cuy (Porquinho-da-índia), este eu resistir um pouco para provar. A carne de Alpaca é saborosa e quando bem temperada fica deliciosa já o cuy também é gostoso, o qual provei era assado e vinha com os ossinhos, apesar de ter pouca carne é uma carne macia só que para poder aproveitar bem você deve comer com as mãos pois tem bastante osso. Era comum no restaurante as pessoas estarem comendo com as mãos partes do Cuy, a princípio você fica meio sem jeito é um pouco estranho, geralmente agente prefere comer com ossinho quando está em casa, mas não tinha jeito ou você pegava ou ficava sem comer as melhores partes, então voilà. 
No segundo dia em Puno fomos fazer um passeio pelo Lago Titicaca que dura todo o dia, passaríamos pela isla de Uros e depois iríamos para a isla de Taquile, a qual tem uma vista maravilhosa com caminhos murados dotados de arcos rústicos e ruínas incas e pré-incaicas. Na isla de Uros eu provei a totora, a raiz que serve de solo para a ilha flutuante e posso afirmar que não tem gosto de nada e uma raiz sem gosto.
Isla de Uros: Grande parte do artesanato e da própria ilha é feito com totora.
Na isla de Taquile ninguém me avisou que eu teria que subir a pé por quase uma hora e meia para chegar ao povoado, minha saga começou ao sair do barco e colocar o pé em terra, foram muitos degraus cerca de 545 degraus íngremes para chegar a aldeia, é verdade amigos que a vista é de uma beleza única, mas o cansaço também nos acompanha, até porque a altitude cansa e causa falta de ar, então existe uma dificuldade maior em subir, mais com muita força e algumas ajudas do marido eu fui subindo, subindo e subindo.
A comunidade da ilha é conservadora dos costumes e hábitos, algumas famílias ainda falam o quéchua (língua antiga) e vivem os preceitos inca, existem líderes que são eleitos em reuniões e que resolvem os problemas da aldeia. Não há veículos ou animais para transporte e acreditem os moradores carregam tudo nas costas todos os dias, eu mesma quase morri quando vi um morador subindo todos aqueles degraus com umas 2 dúzias de cubas de ovos, cansei só de olhar. Mas, chegando no povoado a fome era uma constante, fomos conduzidos a um 'projeto de restaurante' que era em uma casa local, um lugar rústico e simples, eu morrendo de fome não via a hora de saborear meu prato, eis que vem uma sopa de quinua deliciosa de entrada e de prato principal truta do lago Titicaca com arroz branco e papas fritas. Como a ilha fica no lago a truta estava fresquinha e muito saborosa só fiquei triste porque acho que o garçom não foi com minha pessoa e tirou meu prato sem eu ter terminado, pode? Eu fiquei com cara azeda e ainda fiquei com fome, eu estava rendendo o prato porque o peixe vinha um pedaço pequeno e a pessoa ainda leva meu prato. Fiquei com fome e com a lembrança da truta em minha memória gustativa. Outra sensação do Peru são as sopas de Quinua, este é um antigo grão, conhecido pelos incas como a mãe de todos os grãos com sabor suave que é empregado em risotos, pães e o que mais a imaginação pedir. No Brasil você encontra a quinua nos supermercados na parte de grãos, de marcas conhecidas você encontra por até R$ 14,00 reais depende, mais é saborosa, vale a pena conferir. Fiz em casa a receita da sopa e ficou bem gostosa. Vou postar a receita para quem quiser experimentar.





Isla de Taquile & Lago Titicaca.








Comentários

Postagens mais visitadas