Montevidéu...

Olá, seus lindos!
E depois de ficar fora por causa das férias, retornando aqui as postagens.
E com roteiros, dicas e passeio para férias no Uruguai e Argentina que fizemos com nossa família e a família do irmão do meu esposo. Então, fomos em um grupo familiar.
E depois de 4 anos sem viagens internacionais nossas férias, que foram planejadas desde do ano passado, foram maravilhosas. Agradeço à Deus por tudo! 
O marido e eu somos apaixonados por viajar, acho uma das riquezas da vida. Conhecer lugares, pessoas e outras culturas é o que existe de mais enriquecedor para um ser humano. Desde o nascimento de nossa filha, não fazíamos viagens para fora do país, a última havia sido em 2010, para o Peru.
Quando ela completou 2 anos começamos a viajar com ela, dentro do Brasil mesmo e por poucos dias. Confesso, que havia um certo medo de fazer uma viagem internacional. Quem tem filho sabe que passam tantas coisas na nossa cabeça. Medo de dar alguma coisa errado, medo da criança ficar doente, medos, medos e medos.
Entendi ao longo da viagem que quando planejamos tudo com cuidado e amor e entregamos nas mãos de Deus tudo fica bem!
A viagem foi linda, linda e cheia de sabores, descobertas e alegrias...e assim passamos doze dias fora...
Nossa viagem começou no Uruguai, era um desejo antigo visitar este país. E sim, adoramos visitar os países irmãos da América do Sul. O Uruguai era um dos que faltava conhecermos. Então, montamos um roteiro que iniciávamos a viagem por lá, íamos a Argentina (que já conhecíamos) e voltávamos pelo Uruguai.
A maioria das pessoas prefere fazer o inverso. Mas, acredito que tenha sido a opção acertada. Montevidéu é uma cidade linda, com muitas opções de lazer, inclusive para as crianças. Afinal, estávamos em férias com os filhos.   
Chegamos no dia 3 de janeiro, ficamos num hotel bem no centro a 100 m do Mercado del puerto, perto de supermercados e dos principais pontos turísticos e históricos. O AK Design Hotel, endereço: Cerrito 262, Montevideu 11000. Ficamos então, no bairro da  Ciudad Vieja. Que é muito charmosa. 
Gostei do hotel, funcionários atenciosos, achei apenas que o café da manhã podia ser melhor. Era razoável, senti falta de variedades de frutas. Tinham pães variados, café, leite, chá, iogurte, cereal e salsicha. Os ovos mexidos eram pagos. No geral, era bom e ficamos felizes com nossa estadia. 
O fato de ficar perto de lojas e supermercado foi uma mão na roda, pois, quem viaja com criança sabe que ter um supermercado perto é fundamental. Pois, várias foram as idas ao Frog (nome do market, perto do hotel), para comprar lanches para nossos pequenos e para nós mesmos.


Rua ao lado do hotel. 




Em nosso primeiro dia, optamos por fazer os passeios perto do hotel, que é também centro histórico. 
Almoçamos no Mercado del Puerto, parada obrigatória para quem vai à Montevidéu, local tradicional, cheio de sabores e cores. Melhor local para comer a famosa Parrillada. 
Mercado del puerto.


La Parrillada.


Fomos ao restaurante famoso El Palenque, super indico! É maravilhoso e apesar de estar cheio o serviço acontece e a comida vem no tempo certo. Amei!
Pedimos uma chapa com frango e lomo...ahhhh as carnes do Uruguai...são sempre únicas!
Os famosos cubiertos... Estas são as entradas que você ao consumir paga por pessoa.


O pomelo, também chamado de cimboa, é a maior fruta cítrica que existe. Esse refrigerante faz muito, mas muito sucesso no Uruguai. 


Saborosíssimo!


Fomos a Catedral, que fica ao lado da peatonal Sarandí... amei essa rua, cheia de lojas, cafés, restaurantes e gente. A catedral é de beleza única, vale a pena uma visita.








Ao sair, atravesse a rua e passeie na Plaza Constitución, que tem uma feirinha onde você encontra de tudo um pouco. Desde regalos até mesmo porcelanas e outros artigos antigos.Muito charmosa.





E como tudo tem seu lado ruim...
E o que não gostei, neste primeiro momento:
A inflação está elevadíssima no país, então, se você compra umas coisinhas no supermercado não saí por menos de 300 pesos. Um almoço pra uma família 2 a 3 mil pesos. E apesar do nosso real valer mais, algumas lojas inclusive preferem que você pague em real, não acho que vale a pena comprar marcas famosas por lá, aliás, eu mesma deixei pra fazer minhas comprinhas no Duty Free!
É uma dificuldade pra você conseguir táxi, não vi um ponto de táxi durante nossa estadia e a menos que você peça no hotel, você encontrará dificuldade sim para conseguir. Os táxis são extremamente desconfortáveis, existe um divisor de vidro entre você e o motorista, o que encurta o espaço deixando a viagem desconfortável.
Achei a parte da Cidade Velha um pouco suja de fezes de cachorro, você literalmente anda olhando pro chão, para não ter uma surpresa ruim...agora imagina andar com crianças. 

E vamos continuar...com mais dicas no próximo post!







Comentários

Postagens mais visitadas