No Vesúvio tem manteiga "Hyena".



Em Belém, em novembro de 1931, também se comia a Manteiga "Hyena". A dita manteiga era vendida na Mercearia Vesúvio, está mercearia era uma das maiores e mais estabelecidas na cidade, vendia inúmeros produtos alimentícios e os mais variados tipos. 
O anúncio que enfatiza em letras maiúscula o nome da manteiga, nos indicam que a referida manteiga era conhecida na cidade, o fato de um "laboratório" comprovar que ela "era a melhor que tem vindo ao mercado" indica um caráter cientifico que comprove suas qualidades. Ou seja, buscava-se no anúncio demonstrar o quanto a dita manteiga era a melhor e tinha as maiores qualidades. 
Mas, também o anúncio nos indica que está manteiga não era provavelmente de preço baixo, uma vez que, era vendida no Vesúvio, uma das Mercearias mais conceituadas da cidade naquele momento e que além de manteiga vendia também frutas importadas, queijos entre outros. 
Notem também que o caráter diferencial da manteiga se faz quando o anúncio informa que "brevemente nas outras principais casas de primeira ordem" será possível encontrar para ser comprada a dita manteiga. Ela não será vendida em qualquer casa, mas e somente nas principais casas tidas de primeira ordem, fato que demonstra que seu valor não era tão acessível. 




Logo, vamos imaginar aquele pão quentinho barrado na manteiga "Hyena" sendo consumidos em algumas das casas em Belém.
Bom apetite!


Comentários

Postagens mais visitadas