Belém e seu título de cidade da gastronomia pela Unesco...

Boa Tarde! 
Tive um problema em meu celular e apague uma parte considerável das postagens do ano de 2015 e 2016. Então, estarei "repostando" a partir de hoje tais postagens. A primeira é sobre o título que a cidade de Belém ganhou da Unesco no que tange sua cultura gastronômica.Está postagem foi publicada em Dezembro de 2015.   
As pessoas tem me perguntado nestes últimos dias sobre o título que Belém ganhou da Unesco, no campo da gastronomia. Então...
Como historiadora da Alimentação e estudiosa dos hábitos alimentares da cidade de Belém acho justo o título que a capital do Pará recebeu de cidade membro da Rede de Cidades Criativas da Unesco, com destaque para a gastronomia.
Agora, juntamente com outras 47 cidades de 33 países, Belém passa a integrar a lista definida a partir de sete campos criativos: artesanato e arte popular, design, cinema, gastronomia, literatura, artes de mídia e música. Do Brasil apenas Belém aparece com o campo de criatividade na gastronomia. Salvador no campo criativo da música e Santos no campo do cinema.
É mais do que justo. Primeiro porque nossa cultura alimentar é formada por sabores únicos, é um das cozinhas mais mestiças e que dentro de sua mestiçagem soube preservar as heranças indígenas, mas, mais do que isso, foi além ao receber os "sabores de outros povos" que por aqui estiveram. O que denota uma riqueza única e fabulosa.
Ora, existe maior criatividade do a que ocorreu ao longo de 400 anos de história com a a cultura alimentar da cidade de Belém? Uma cultura que têm heranças e sabores diversos e que conseguiu desta forma seu paladar bem peculiar e tão identitário. 
Penso que este título deveria ter vindo há mais tempo. Ora, todos os viajantes que estiveram por Belém foram unanimes em ressaltar os sabores da região como únicos e singulares. O que eu espero é que esse prêmio não seja utilizado apenas para mais uma gourmetização da nossa cultura alimentar. Ao contrário, esse título deve ser visto como uma valorização da nossa cultura alimentar que é um resultado perfeito dos vários grupos que por aqui estiveram e que construíram os pratos típicos que hoje são tão propalados. 
De sabores únicos, não podemos perder de vista que essa herança alimentar que hoje é premiada é uma cozinha mestiça, de uma mestiçagem que deu muito certo, da cozinha ao ar livre aos grandes restaurantes. Enfim, uma ideia tem que ser muito clara, nossa cultura alimentar é única justamente porque é tão variada, tão mestiçada e, portanto, tão original ao mesmo tempo.

Comentários

Postagens mais visitadas