Pular para o conteúdo principal

Destaques

Bolo de Macaxeira

Quem não ama um bolo? E quando este bolo tem gostinho de mês junino?  A receita de hoje é sobre o bolo de macaxeira, tão famoso no Norte de Brasil, que é tema de contos e e das conversas ao pé da porta nas tardes quentes do século XIX.  O bolo de Macaxeira, que inclusive virou tema de um conto do escritor Jacques Flores. Coo não lembrar do conto intitulado O Bolo de NATAL da Família Malagueta? Ora, aqui a cena principal era um bolo de macaxeira feito pelas personagens Tereza Malagueta, a Tete, e sua prima Felismina do Rosário, a Filóca, que haviam feito um bolo de macaxeira para o Natal da família e seu aborrecimento ao notarem que o bolo "estava com gosto de querosene".¹ Pior ficaram quando notaram que a culpa de tudo era de Pulchéria que "lixara a forma de bolo e, para melhor ficar a limpeza, untou-a de querosene, esuqecendo-se porém, de tirar o inflamável líquido com uma forte lavagem de sabão".² As primas então, resolveram convidar as "inimigas"para …

Projeto "O Cozinheiro Imperial"

Bom dia!

Meu projeto de fazer todas as receitas possíveis do livro "O Cozinheiro Imperial", tido como o primeiro livro de receita do século XIX, teve início em 18 de agosto de 2016. Já realizamos várias receitas. O marcador de time encontrado no blog é referente ao projeto, que tem como tempo estimado dois anos.  

Gostaria de convidar todos que gostem do mundo da alimentação, ainda que por curiosidade ou mesmo aqueles que adoram provar novos sabores, que nos acompanhem neste novo projeto. Acredito que será uma viagem gastronômica única pelos sabores do século XIX.

No projeto irei fazer todas as receitas que sejam possíveis do livro "O Cozinheiro Imperial", considerado um marco da boa mesa brasileira. O livro considerado o primeiro livro da culinária brasileira, que traz cerca de 1.200 receitas e que foi editado pela primeira vez em 1840, de autor desconhecido, porém um sabido cozinheiro da nobreza, este livro foi redescoberto em 1995 pela professora universitária e cozinheira Vera Sandroni.

Vocês podem acompanhar os resultados no blog. O livro traz ao leitor uma panorama da cozinha internacional adaptado ao com muita criatividade aos trópicos com uso em larga medida de ervas e especiarias nativas.

Dando aos pratos novos sabores e criando assim a cozinha mestiça do Brasil. Uma cozinha que é hibrida e que apresenta diferenças em cada estado, uma vez que, cada um tem seu próprio processo histórico. 

Com este projeto quero mostrar como parte da sociedade do século XIX comia; e para aqueles ainda muito crus na arte de comer e cozinhar, ensinar que é possível cozinhar de forma prática e saborosa. 
E deixo o convite nas palavras do próprio autor R. C. M. 

"De que serve, leitor, hajam manjares Bons doces, bons pitéis bem singulares,
Altos recreios, que o prazer dedica. Para a boca tornar mais sábia e rica (...)".

E vamos lá?

Comentários

As receitas populares