Ver-O-Peso...


“O Ver-o-peso era muito mais que um porto,
já que em torno das muralhas da doca
acontecia uma feira a céu aberto,
com uma balbúrdia de gente e produtos de toda espécie
onde eram vendidos artesanato popular, flores, ervas e frutas”.
(GERODETTI, João Emílio- CORNEJO, Carlos. Lembranças do Brasil: as capitais brasileiras nos cartões postais e álbuns de lembranças. São Paulo: Solaris Edições Culturais, 2004. P. 224.)

Imagem 1: Cartão Postal, 1910. GERODETTI, João Emílio- CORNEJO, Carlos. Lembranças do Brasil: as capitais brasileiras nos cartões postais e álbuns de lembranças. São Paulo: Solaris Edições Culturais, 2004. P. 224.)


Pela imagem, datada de 1910,  vê-se que as canoas eram parte do cenário da Doca do Ver-O-Peso, entre as canoas e produtos é possível visualizar o fluxo intenso de pessoas que iam desde o carregador até os comerciantes os donos das mercadorias, desde aquela época o Ver-O-Peso já destacava-se como o que Osvaldo Orico denomina de Feira ao ar livre. 

Comentários

Postagens mais visitadas