Pular para o conteúdo principal

Destaques

Bolo de Macaxeira

Quem não ama um bolo? E quando este bolo tem gostinho de mês junino?  A receita de hoje é sobre o bolo de macaxeira, tão famoso no Norte de Brasil, que é tema de contos e e das conversas ao pé da porta nas tardes quentes do século XIX.  O bolo de Macaxeira, que inclusive virou tema de um conto do escritor Jacques Flores. Coo não lembrar do conto intitulado O Bolo de NATAL da Família Malagueta? Ora, aqui a cena principal era um bolo de macaxeira feito pelas personagens Tereza Malagueta, a Tete, e sua prima Felismina do Rosário, a Filóca, que haviam feito um bolo de macaxeira para o Natal da família e seu aborrecimento ao notarem que o bolo "estava com gosto de querosene".¹ Pior ficaram quando notaram que a culpa de tudo era de Pulchéria que "lixara a forma de bolo e, para melhor ficar a limpeza, untou-a de querosene, esuqecendo-se porém, de tirar o inflamável líquido com uma forte lavagem de sabão".² As primas então, resolveram convidar as "inimigas"para …

Passeando por uma Belém de Outrora (...)



Viagem no tempo...
Estamos no ano de 1891, em Belém, mas, precisamente em no dia 04 de janeiro e ao passear pele cidade vamos fazer uma breve compra de produtos para um jantar, vamos parar então, em um estabelecimento chamado de O Centro Commercial Reductoense, existente na cidade naquele ano, o qual, tinha a venda castanhas do porto,  nozes, amêndoas e repolhos. Produtos comprados! É possível fazer um belo bolo de castanhas do Porto com nozes e amêndoas e quem sabe um repolho salteado no azeite? O prato pode variar com a imaginação (...). E imaginar o que estes produtos virariam nas mais variadas mesas é um convite encantador.
Fonte:  Anúncio do Centro Comercial Reductoense em 1891. In: Diário de Notícias. 04, de janeiro de 1891. P.4. Col 1.

Comentários

As receitas populares