Missão da semana: BAGELS!

Olá, leitores!
Boa Noite! Desde que comprei a coleção do Le Cordon Bleu; receitas caseiras; na edição pequenos almoços; eu vi os Bagels e fiquei encantada com as fotos, pensei logo em fazer, mas, no fundo sabia que eu deveria estar tranquila para fazer e que apesar de fácil essa receita iria requerer mais de uma tentativa...dito e feito! Na terça-feira, fiz minha primeira tentativa e como imaginei, não deu certo!
A massa deveria duplicar de tamanho e não cresceu, tentei ir até o fim para depois analisar e ver onde poderia ter errado, quando coloquei os bagels para ferver eles afundaram e por fim, quando saiu do forno estavam bonitos por fora mais quando você partia a massa parecia crua por dentro. Disse, a mim mesma que iria fazer de novo na quarta-feira e que só iria dormir quando conseguisse fazer igual ao da foto do livro.
Pois, bem! Na quarta-feira lá fui de novo fazer os benditos bagels. E desta vez, deram certo ficaram parecidos com os da foto do livro e gente D-E-L-I-C-I-O-S-O-S!
Os Bagels são bolinhos fermentados típicos da pastelaria judaica são deliciosos  quando servidos quentes e com manteiga ou geleia. A Tradicional crosta brilhante é obtida fervendo os bagels antes de os cozer. Este é um dos segredos!
As dicas sobre erros e acertos vou colocar no final do post.
Vamos a receita: 
Bagels: cerca de 12 bagels grandes ou 24 pequenos. 
In: Le Cordon Bleu. Receitas caseiras; pequenos almoços. p. 20 KONEMANN.
Olhem eles aí...lindos de comer...segundo a tradição eles são ótimos para comer quentinhos com uma manteiga ou geleia e uma xícara fumegante de café. Pois, as 23 horas e 30 minutos lá estava eu fazendo café e arrumando essa mesa linda pra degustar os deliciosos bagels.

Ingredientes:


20 g de fermento seco. (Na receita original era 15g. Eu usei na primeira tentativa e não deu certo, no meu caso, só deu certo com 20g).
2 colheres de sopa de óleo.
2 colheres de sopa de chá de sal.
50g de açúcar granulado fino.
500g de farinha de trigo enriquecida ou farinha sem fermento. (eu usei sem fermento).
1 ovo batido, para glacear.

Modo de Fazer: passo-a-passo:
  1. Dissolva o fermento em 250 ml de água e acrescente o oleo, mexa bem!
  2. Junte o sal, o açúcar e o trigo num recipiente de bom tamanho e abra um buraco no meio. Deite aí o preparado de fermento e, gradualmente, incorpore a farinha até formar uma massa.
  3. Continue a trabalhar a massa até que as paredes da tigela fiquem limpas. Amasse durante 10 minutos, forme uma bola e coloque no fundo da tigela. Tampe com uma toalha húmida e reserve num local quente para levedar por cerca de 50 minutos. Ou até atingir o dobro do tamanho.
    Que massa, hein?
  4. Forre dois tabuleiros de forno com papel vegetal.
  5. Depois de a massa crescer, amasse durante 8-10minutos e divida em 12 ou em 24 pedaços. Faça pequenas bolas, espete um dedo no meio e vá alargando o buraco até que a massa pareça um donut.
  6. Coloque num tabuleiro polvilhado e cubra com uma toalha umida durante 15 minutos para que cresça uma segunda vez.
  7. Aqueça previamente o forno a 200 graus.
  8. Coloque uma panela com água para ferver.
  9. Passados os 15 minutos e quando a água estiver fervendo, coza os bagels nessa água durante 1 minuto de cada lado, retire e coloque-os no tabuleiro forrado. 
  10. Deixe 5 minutos para arrefecer. Pincele cada bagels com o ovo batido e leve ao forno durante 30 a 35 minutos ou até ficarem dourados.
Dicas: Depois dos bagels terem pincelados com ovo, você pode polvilhar sementes de papoila ou sésamo antes de irem ao forno.
É importante que você respeite cada um dos tempos, para que a receita funcione.
Na receita original, pede a água trépida (morna). Na primeira tentativa eu usei morna e não deu certo, como usei fermento instantâneo, na segunda tentativa usei água natural.
Os bagels precisam ficar boiando quando você~e for cozinha-los se afundarem pode ter certeza que a receita não vai ficar boa.

Até o próximo prato!
E você leitor, fez a receita? Gostou? Deixe um recadinho pra gente!

Comentários

Postagens mais visitadas